Início Sementes Tratamento de sementes: uma história de sucesso

Tratamento de sementes: uma história de sucesso

Tratamento de sementes: entenda melhor o que engloba essa prática, os produtos utilizados, quais os tipos de TS e outras informações. 

O tratamento de sementes (TS) é uma prática antiga que evoluiu rapidamente nas últimas décadas de acordo com desenvolvimento agrícola e de suas inovações tecnológicas.  

Prática fundamental para as principais culturas agrícolas no mundo, o tratamento de sementes gera muitos benefícios e vantagens para o agricultor. 

Devido à essa importância, reunimos as principais informações sobre o TS para que você esclareça todas as suas dúvidas sobre o tema. Para isso, contamos com a colaboração dos especialistas Fabrizio Romano, Diogo Dombroski, Sílvia Ortiz Chini da BASF e a equipe de Produção da Sementes Biomatrix.  Confira! 

O que é o tratamento de sementes?

Podemos destacar dois modelos distintos de tratamento de sementes adotados atualmente: 

  1. TSI (Tratamento Industrial de Sementes), que é a forma tecnificada de se fazer a operação, com uso de maquinários industriais e de alta tecnologia.
  2. TS “On Farm” (Tratamento de sementes realizado na propriedade), operação feita de forma mais simples e empírica  

O TSI vem ganhando maior espaço no mercado a cada ano, devido aos vários benefícios percebidos pelo agricultor.  

Este modelo de tecnologia e negócio é hoje ofertado ao agricultor, pelas principais empresas de sementes do mercado, sendo utilizado em várias culturas como soja, milho, algodão, trigo e outras.  

O índice de adoção da semente com TSI é crescente e se destaca especialmente para a cultura de milho que possui maior representatividade comparada às outras culturas no mercado. 

Como funciona o Tratamento de Sementes Industrial (TSI) 

Para ofertar o TSI aos agricultores, as empresas de sementes e seus parceiros investem muito, especialmente quanto aos quesitos: 

  • Inovações tecnológicas; 
  • Construções de espaços adequados e seguros para a realização da operação; 
  • Aquisições de equipamentos modernos; 
  • Capacitação de pessoas; 
  • Atendimento de normas específicas da legislação de diferentes áreas.  

Dessa forma, os espaços projetados para a operação de TSI são adequados para tal atividade, possibilitando o uso seguro e responsável de agroquímicos e atendendo os vários protocolos operacionais.  

Todos os processos são executados em equipamentos de alta tecnologia, com alto rendimento operacional, precisão e automação, o que garante uma aplicação da dose recomendada do produto, garantindo um resultado eficaz e seguro.  

Situados em locais protegidos e adequados, os maquinários podem até serem operados de forma remota gerando relatórios sobre o processo, de maneira em que o operador não tem contato direto com defensivos agrícolas.  

Produtos utilizados no tratamento de sementes 

No processo de TSI são utilizados diferentes defensivos com combinações de diferentes ingredientes ativos: 

  • Fungicidas contra os principais fungos de solo e de semente;  
  • Inseticidas e nematicidas, que protegem as sementes contra as principais pragas de solo como lepidópteros, coleópteros, nematoides e insetos sugadores; 
  • Produtos biológicos que conferem distintas funcionalidades como promoção de enraizamento, estimulantes fisiológicos e fixadores de nitrogênio (nesse caso podemos citar os inoculantes utilizados em soja).  

Além dos defensivos, os polímeros de recobrimento com ou sem coloração, também são outros componentes essenciais no TSI.  

Também conhecidos como “coatings”, auxiliam na fixação, retenção dos ingredientes dos produtos nas sementes, através da formação de um uma trama polimérica, garantindo a qualidade ideal do tratamento.  

Os polímeros também melhoram a plantabilidade e fluidez da semente, proporcionando menos falhas ou duplas no plantio, além de melhorar a singulação (distribuição homogênea entre as sementes).  

Em geral, todos os produtos de TSI são disponibilizados em IBC (Intermediate Bulk Container) com volumes de 1000 litros. Essas embalagens necessitam de agitação adequada e específica. 

A alta precisão em relação à dose de ingrediente ativo aplicada por semente, seguindo-se a recomendação de bula dos produtos e a menor liberação de poeira são outros benefícios que podem ser destacados no Tratamento Industrial de Sementes (TSI). 

Exemplos de TSI 

A BASF oferece, em seu portfólio de tratamento de sementes, produtos de formulações específicas, que permitem combinações robustas e inovadoras para o TSI em milho. As Soluções BASF para o TSI de Milho contam com o inseticida Poncho®, o bionematicida Votivo® Prime, o fungicida Acronis® e os polímeros de recobrimento Sepiret ® 9290 Red e Sepiret® White.  

Semente de milho tratada com as soluções BASF

O inseticida Poncho®, produto com maior participação no mercado TSI de milho, é direcionado exclusivamente para TSI, e utilizado para controle das principais pragas sugadoras na fase inicial do desenvolvimento do milho, como os percevejos: barriga-verde (Dichelops melacanthus e Dichelops furcatus), e a cigarrinha-do-milho (Dalbulus maidis), por exemplo. 

Além de ótimo residual e compatibilidade com outros produtos, Poncho® não causa danos à semente durante o período em que ela fica tratada e armazenada. 

Votivo® Prime é a solução inovadora da BASF que será lançada na Safra 20/21, que compõem a Solução BASF para o Tratamento de Sementes Industrial. É um produto biológico, formulado com esporos resistentes da bactéria Bacillus firmus linhagem I-1582, o que permite sua associação com outros produtos no TSI. 

Votivo® Prime protege as plantas contra o ataque de nematoides através da formação de uma barreira física e protetora nas raízes das plantas. Votivo® Prime ainda promove o crescimento das plantas, a maior absorção de nutrientes, a potencialização do enraizamento e do desenvolvimento da parte aérea, contribuindo para elevadas produtividades. Votivo® Prime | Benefícios e proteção para lavoura de milho

Vantagens do TSI em relação ao Tratamento “On Farm” 

São várias as vantagens do Tratamento Industrial quando comparado ao tratamento realizado na propriedade do agricultor, entre elas podemos citar: 

Precisão na aplicação da dose recomendada 
Os equipamentos utilizados no TSI são todos automatizados o que garante que todas as sementes recebam de maneira uniforme a dose correta do princípio ativo.  

Na propriedade essa precisão é comprometida e, se aplicada uma dose inferior, o produto não terá a mesma eficiência no controle das pragas. Por outro lado, se é feita uma super dosagem, além do desperdício que onera o custo da operação, pode-se ocasionar danos à qualidade das sementes.  

Além da precisão proporcionada pelos equipamentos de alta tecnologia, 100% dos lotes com TSI da Sementes Biomatrix são analisados por cromatografia gasosa para verificar se a dose aplicada está de acordo com a recomendação do fabricante.  

Equipamento para realização da cromatografia gasosa  

Segurança

O TSI é realizado seguindo todas as normas de segurança previstas em lei, garantindo menor exposição do operador e agricultor, além de garantir a destinação correta dos resíduos minimizando os impactos ambientais. 

Garantias de resultado

Sabe-se que um dos grandes problemas da aplicação de diferentes princípios ativos é a incompatibilidade entre alguns deles, o que pode gerar fitotoxidade às plântulas, acarretar atrasos e até mesmo falhas no estabelecimento do estande de plantas.  

Quando o agricultor adquire sementes com Tratamento Industrial, o mesmo tem a garantia de que não terá problemas de fitotoxidade causada pelo tratamento. 

Isso porque as empresas de sementes, como a Sementes Biomatrix, realizam diversos trabalhos de pesquisa para avaliar o comportamento dos seus híbridos com diferentes combinações de produtos, selecionando sempre aqueles que entregam os melhores resultados. 

A Sementes Biomatrix possui excelência no Tratamento Industrial de Sementes, entregando as melhores sementes com doses precisas dos produtos 

Conclusão 

O tratamento de sementes é uma estratégia de controle de elevada eficiência, que está inserida dentro do sistema de Manejo Integrado de Pragas e Doenças, de elevada eficiência.  

O Tratamento Industrial de Sementes (TSI) é um serviço ofertado pelas indústrias de sementes aos agricultores, com o intuito de preservar e proteger todo o potencial genético que a semente oferece. 

Além disso, com o TSI você pode ter maior praticidade, segurança, qualidade e agilidade nos processos iniciais de manejo da lavoura, na busca de maiores e melhores produtividades.  

Autores:  
Fabrizio Romano – Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento TSI BASF;  Diogo Dombroski – Consultor de Marketing TSI BASF; Dra. Sílvia Ortiz Chini – Consultora de Marketing TSI BASF 

Izabel Costa Silva Neta, engenheira agrônoma, mestre e doutora na área de sementes, além supervisora de qualidade na Sementes Biomatrix. 

Felipe Oliveira Faria, engenheiro de produção, especialista em gerenciamento industrial e de projetos, além de supervisor de produção na Sementes Biomatrix. 

Você já conhecia tudo isso sobre o tratamento de sementes? Ficou alguma dúvida ou sugestão? Deixe um comentário abaixo! 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

Híbridos para safrinha: características para fazer a melhor escolha

Híbridos para safrinha: quais as características que o milho deve ter para minimizar possíveis prejuízos e garantir maior rentabilidade.  Você...

Implantação e manejo do consórcio milho-brachiaria

Consórcio milho-brachiaria: como impedir competição com o milho, como fazer manejo adequado e o ajuste de população de plantas, além de outras dicas...

Como plantar milho: 5 perguntas e respostas para alta produtividade

Como plantar milho: como preparar o solo para milho, épocas de plantio, diferenças entre milho silagem, milho-verde e milho grão e mais! 

Armazenamento de sementes de milho: importância e como fazer

Armazenamento de sementes de milho: entenda sua importância, os fatos que inferem no bom armazenamento e como fazer isso na revenda ou fazenda. 

Grãos ardidos em milho: manejo efetivo e sem prejuízos

Grãos ardidos em milho: quais são os fungos que causam, as condições que favorecem seu aparecimento e como fazer identificação e controle efetivo.