Início Sementes Qualidade de sementes: germinação, vigor e outros fatores para produtividade

Qualidade de sementes: germinação, vigor e outros fatores para produtividade

Qualidade de semente:  entenda os conceitos e veja o que você precisa saber para escolher uma semente que realmente possua alta qualidade. 

Entender o que é uma boa germinação, vigor e outras características da qualidade de semente é fundamental para fazer uma escolha certa na hora de implantar sua lavoura. 

Quando o assunto é qualidade de sementes relacionamos quase que de imediato a ideia do laboratório e os resultados das análises de germinação e vigor. No entanto as atividades que garantem a qualidade das sementes são iniciadas muito antes das análises em laboratório. Aliás, no laboratório a qualidade é apenas atestada. 

Reunimos aqui os principais conceitos sobre a qualidade de sementes e seus atributos. Por isso, se você já teve dúvidas se uma semente realmente possui alta qualidade veja nosso artigo a seguir e esclareça todas as suas perguntas: 

semente de milho 

Antes de discutirmos como a qualidade das sementes é definida, vamos entender como a semente de milho é constituída.  

A semente é uma estrutura formada a partir do óvulo fecundado das plantas e que, geralmente, consiste em um ou mais tegumentos que envolvem o embrião e o material nutritivo para o seu desenvolvimento em plântula. 

No milho, cada uma das estruturas apresentadas na figura abaixo (tecidos que constituem as sementes de milho) são fundamentais para garantir que o processo germinativo irá acontecer e resultar em uma plântula normal e vigorosa

O que é qualidade de semente? 

A qualidade das sementes é definida pela soma dos seguintes atributos: fisiológico, genético, sanitário e físico. 

Mas dentre os fatores da qualidade de semente, qual o mais importante? 

Bem, precisamos deixar claro aqui que todos eles possuem igual importância na qualidade das sementes.  

Imagine a melhor genética, material muito produtivo, mas com baixa germinação? Ou um material com 100% de germinação e vigor, mas cheia de sementes de plantas daninhas no meio do lote e com fungos de difícil controle após introdução na área?  

Por esse motivo ter todos esses fatores em equilíbrio é o que vai determinar o sucesso da lavoura.  

Agora, vamos discutir e explicar melhor cada um desses atributos. 

Você também pode ver mais detalhes sobre eles neste episódio do BM Web:

Qualidade genética de sementes 

Aqui vamos falar um pouco sobre a pureza varietal, ou pureza genética. Para garantir que todos esforços realizados na obtenção de uma cultivar melhorada sejam repassadas ao produtor, é necessário que as sementes comercializadas estejam geneticamente puras.  

Os melhoristas passam anos para desenvolver cultivares resistentes a doenças, com excelentes produtividades e se ao longo do processo produtivo ocorrer contaminação desses materiais, não é possível garantir que o agricultor se beneficie de todo esse trabalho. 

Para garantir que as sementes que estão dentro do saco carregam essa tecnologia, é necessário realizar testes para verificação da pureza genética. A Sementes Biomatrix investe em análise de DNA e proteínas dos seus materiais, dessa maneira é possível garantir que os clientes estão recebendo o que há de melhor em termos de sementes híbridas de milho. 

Para a análise de DNA, é realizado o teste de microssatélites que consiste na análise dos perfis de banda dos parentais e os perfis das sementes híbridas, como na figura abaixo: 

Qualidade física de sementes 

A qualidade física é expressa pela pureza física do lote de sementes, a qual é constituída por: 

  • Porcentagem de sementes de outras espécies (cultivadas ou silvestres) e  
  • Material inerte (pedaço de sementes, torrões, restos vegetais, insetos…).  

A consequência da utilização de um lote de sementes com baixa pureza física é, por exemplo, a infestação da lavoura com plantas indesejáveis e que competirão com o milho por água, nutrientes, luz. Isso irá impactar de maneira negativa a produtividade e a eficiência da colheita. 

Qualidade sanitária de sementes 

Essa qualidade de sementes está relacionada a ausência de pragas e doenças nas sementes.  

Portanto, a escolha de uma semente com bons aspectos sanitários, favorece uma implantação da cultura de milho com maior segurança e redução de custos, devido a menor ocorrência principalmente de patógenos no início do desenvolvimento. 

Qualidade fisiológica de sementes 

A qualidade fisiológica está relacionada com a capacidade de um lote de sementes ter boa emergência de plantas no campo. Para que isso aconteça as sementes precisam passar pelos processos abaixo: 

  • Embebição de água; 
  • Formação do sistema enzimático; 
  • Protrusão radicular – crescimento dos tecidos da semente e rompimento do tegumento; 
  • E, finalmente, crescimento e desenvolvimento das plântulas. 
Mudança no peso fresco das sementes dormentes, mortas e em processo de germinação ao longo do tempo após iniciado o processo de embebição 
Fonte: Adaptado de Handbook of Seedling Evaluation, 4º edição, 2018 

Diferença entre germinação e vigor de semente 

De acordo com a ISTA (International Seed Testing Association), a germinação de uma semente é caracterizada pela emergência e desenvolvimento de uma plântula normal, ou seja, uma plântula que apresenta as suas estruturas essenciais bem desenvolvidas em condições ideais de realização do teste, o que indica que a mesma é capaz de se desenvolver em uma planta sob condições favoráveis no campo.  

No teste de germinação a temperatura, umidade, oxigenação e luminosidade são ajustados para atender exatamente o que a semente precisa para se desenvolver. 

Já o objetivo dos testes de vigor é fornecer informações sobre o valor de plantio em uma ampla gama de ambientes e / ou o potencial de armazenamento dos lotes de sementes. O teste fornece informações adicionais ao teste de germinação (ISTA RULES, 2020). 

Não é possível mensurar o vigor de sementes avaliando uma única característica, o vigor é a associação de vários aspectos, como: 

  • Taxa de germinação e uniformidade do desenvolvimento das plântulas; 
  • Capacidade de emergência sob condições ambientais desfavoráveis; 
  • Desempenho após o armazenamento, particularmente a manutenção do poder germinativo. 

O que são sementes com alto vigor? 

Um lote de sementes vigoroso é aquele que é capaz de performar bem, mesmo sob condições ambientais que não são ideais para a espécie. 

Como conseguir alta qualidade de semente de milho? 

Existem várias etapas necessárias para isso ocorrer, como mostramos a seguir: 

1. Melhoramento genético 

A formação da qualidade das sementes se inicia ainda nos programas de melhoramento genético, onde é feita a escolha dos parentais dos híbridos. 

Esses materiais precisam possuir um bom vigor, longevidade e, principalmente  a linhagem que será utilizada como parental feminino, tem que ser um material com bom potencial germinativo e boa sanidade. 

Isso porque o parental feminino tem uma participação maior na constituição das sementes híbridas de milho, devendo ser muito bem trabalhado e selecionado nos programas de melhoramento genético. 

Após o desenvolvimento do material genético cabe ainda aos melhoristas a entrega de materiais geneticamente puros para que o time da produção faça o trabalho de multiplicação desses parentais para que só então consigamos produzir os híbridos em escala comercial.  

Durante a multiplicação os técnicos de campo precisam ser cautelosos para evitar cruzamentos indesejáveis e garantir que as sementes mantenham sua pureza genética.  

Assim que essas sementes são colhidas, vários testes são realizados, como por exemplo, testes de germinação, vigor, sanidade, sementes infestadas, pureza e testes de DNA, sendo este último necessário para garantir se os materiais estão puros em relação a sua constituição genética. 

Uma vez alcançada a quantidade suficiente de sementes dos parentais, é hora de produzir a semente híbrida, produto que chegará até aos consumidores finais: os produtores rurais.  

2. Produção de sementes híbridas de milho em escala comercial 

Nessa etapa o desafio é a escolha das melhores áreas e épocas para plantio, além da preocupação com fatores como a disponibilidade de água, altitude adequada e bom histórico em relação a ocorrência de plantas daninhas e pragas.  

Posterior a escolha da área é realizado o plantio e condução dos campos, onde os tratos culturais são realizados de maneira criteriosa.  

Cabe acrescentar que nessa etapa todos os esforços são no sentido de garantir que as sementes acumulem o máximo de matéria seca possível e que não sofram com ataque de doenças e pragas.  

Assim que as sementes atingem o ponto de maturidade fisiológica, as mesmas são colhidas. Mesmo que haja elevada umidade, é nesse ponto as sementes estão com a quantidade máxima de matéria seca e isso é o que garante um bom potencial germinativo e alto vigor. 

Afinal, quanto mais reservas aliadas a uma boa genética, maiores são as chances das sementes se desenvolverem bem, mesmo em condições ambientais adversas. 

Modificações em algumas características fisiológicas de sementes durante o processo de maturação
Fonte: Adaptado de Carvalho e Nakagawa, 2000

Na Sementes Biomatrix, 100% dos campos de milho são colhidos em espiga, logo após as sementes atingirem o ponto de maturidade fisiológica, o que potencializa a qualidade dos lotes de sementes que os nossos clientes recebem.  

Beneficiamento de sementes 

Após a colheita, as sementes são enviadas para a unidade de beneficiamento de sementes (UBS) onde serão despalhadas, selecionadas e secadas artificialmente.  

A secagem artificial traz inúmeros benefícios, pois todos os fatores são controlados, desde a temperatura, quantidade de ar e a velocidade da secagem. Tudo é feito para garantir que a qualidade das sementes se mantenha. 

Ainda na UBS são realizadas várias análises durante a classificação para verificar se as sementes de uma mesma peneira estão uniformes e dentro dos padrões de classificação. 

Também são coletadas amostras para avaliação da qualidade física, fisiológica e genética. As sementes são classificadas e recebem o tratamento industrial, seguindo os padrões, então é realizado o ensaque. 

Uma vez que o lote está pronto, essas sementes serão amostradas e enviadas para o laboratório para realização das análises que são exigidas por lei: 

  • Pureza; 
  • Determinação de outras sementes por número;  
  • Germinação; 
  • Sementes infestadas 
  • A Sementes Biomatrix ainda realiza outras análises de controle de qualidade interno, como bioensaio, análise de proteínas, análise de DNA, emergência em canteiro, vigor, sanidade, quarentena. 

Dessa maneira, após a conclusão e aprovação em todos esses testes, as sementes são liberadas para comercialização. 

Relação entre qualidade de semente e produtividade 

A semente é veículo de tecnologia e é nela que está embutido o potencial produtivo, os ganhos com os programas de melhoramento genético e engenharia genética, como no caso dos cultivares transgênicos.  

Os avanços conquistados com o melhoramento genético e a produção de sementes de qualidade, foi um dos fatores que proporcionou ao Brasil um salto de produtividade nos últimos 40 anos, como você pode conferir na figura abaixo: 

Fonte: SeedNews, 2020

Conclusão 

Com as informações que mostramos aqui, fica claro que o sucesso da sua lavoura está diretamente atrelado ao uso de sementes de alta qualidade. 

Para que isso possa ocorrer são necessários procedimento rigorosos e que sigam o mais alto padrão de qualidade, bem como acontece na produção de Sementes Biomatrix. 

Aproveite todo esse conhecimento para fazer a melhor escolha no momento de implantação de sua lavoura e boa safra! 

Bibliografia 

*Colaboração de Izabel Costa Silva Neta, engenheira agrônoma, mestre e doutora na área de sementes, além supervisora de qualidade na Helix Sementes. 

INTERNATIONAL RULES FOR SEED TESTING – ISTA ed. 2020 

ISTA HANDBOOK ON SEEDLING EVALUATION – 4ª edição, 2018 

CARVALHO, N.M.; NAKAGAWA, J. Sementes: Ciência, tecnologia e produção. 4.ed. Campinas: FUNEP, 2000. 588p. 

Você sabia todas essas características e processos que garantem a qualidade de semente de milho? Ficou alguma dúvida ou tem sugestões? Deixe seu comentário abaixo! 

2 COMENTÁRIOS

    • Olá Paulo, obrigada pela interação. As exigências para o cultivo dos materiais da Biomatrix, vão depender de qual o híbrido que será cultivado. Precisamos primeiro definir qual o objetivo do cultivo, se é para grãos, silagem de planta inteira, silagem de milho úmido… uma vez definido esse objetivo, vamos analisar quais os melhores híbridos para sua região que atenda bem seu objetivo. Cada híbrido tem exigências diferentes em relação a adubação, água e vai depender do nível tecnológico adotado na propriedade. Se tiver interesse em saber qual o melhor híbrido para sua região pode nos informar que um dos nossos representantes irá entrar em contato.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

EVENTOS PARCEIROS

Mais Lidas

Controle biológico de pragas: uso imprescindível

Controle biológico: entenda o que é, como aplicar em sua propriedade e quais são os diferentes tipos, além das vantagens e desvantagens. 

Silagem: como fornecer um alimento de alta qualidade para sua produção animal

Silagem: entenda o que é, seus principais tipos, características e saiba como produzir em quantidade e qualidade para alavancar sua produção animal 

Semente de milho: a protagonista da lavoura de sucesso

Semente de milho: entenda a diferença entre grão e semente, qual melhor forma de plantio, o que é semente híbrida e mais! 

Manejo de plantas daninhas em sorgo: Dual Gold e outras ferramentas de controle

Manejo de plantas daninhas em sorgo: competição das invasoras com a cultura, produtos recomendados, uso do Dual Gold, doses e outros. 

Estresse hídrico na cultura do milho: como minimizar os efeitos negativos

Estresse hídrico: entenda seus efeitos na planta do milho, quais os estágios mais críticos e como manejar para minimizar os prejuízos.